O elefante

Há uma parábola clássica que fala de homens cegos que só podiam tocar uma única parte de um elefante para , em seguida, descrever a forma e a natureza do animal.

elefante-2

Alguns tocaram o rabo e declararam que o elefante era como uma corda; os que tocaram a tromba disseram que o elefante era uma grande cobra; aqueles que tocaram as pernas descreveram uma coluna, e outros que tocaram as orelhas e as presas tiveram percepções diferentes.

Todos estavam certos e ao mesmo tempo errados. Estavam certos em relação às características particulares, mas não em relação ao todo. É como se fôssemos aqueles cegos. Para encontrar o cerne espiritual de nossas religiões, o todo é mais importante do que as partes.

O ser humano foi capaz de caminhas na Lua e dividir o átomo, mas ainda discrimina e guerreia em nome da religião. Parece que só enxergamos as diferenças em nossas crenças, e não as verdades que temos em comum. Prestamos atenção nos detalhes e esquecemos o todo. ❤

Trecho tirado do livro Milagres acontecem- O transformador poder de cura das memórias de vidas passadas – Dr. Brian Weiss

Anúncios

Sua opinião é muito importante, me escreva.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s